Ola treinadores, bem vindos a Delta Pokémon.

       Incrível. Esta é a palavra que define o campeonato mundial de Pokémon TCG de 2016, foi um campeonato de organização incrível, transmissão incrível, premiação incrível, partidas incríveis, e principalmente, com uma final absolutamente incrível.

        Com jogadores de 35 países diferentes disputando o titulo de campeão mundial de 2016 e com um sensacional premio em dinheiro de U$ 25.000 (vinte e cinco mil dólares), não poderíamos esperar menos do que partidas disputadíssimas, grandes jogos, excelentes decks e uma enorme variedade de estratégias. E foi de uma ideia desprezadas pelos players competitivos do Pokémon TCG, que o japonês Shintaro Ito criou um deck rogue que o levou a se tornar o novo campeão mundial, chocando e encantando o mundo do Pokémon TCG.

    Se aproveitando do desprezo dos grandes players e do poder sniper do ataque do M.Audino EX, Ito construiu um caminho vitorioso no torneio, derrotando os principais candidatos ao titulo e fazendo uma final totalmente inesperada contra o americano Cody Walinski e seu extremante incomum deck de Greninja Break. Além dos protagonistas da final, o Top 8 teve a presença de outros grandes jogadores, como o mestre Ross Cawthon (vice campeão mundial Máster em 2011) que mais uma vez bateu na trave terminando em 4º lugar. O austríaco Luca Schuster, um dos maiores jogadores europeus da atualidade. E o brasileiro Gustavo Wada (campeão mundial Junior de 2011) que levou o Brasil pela primeira vez ao Top 8 da categoria Máster do campeonato Mundial.

raphael top 4
Raphael Souto        Foto por: Ruimar Octavio

       Outro excelente resultado para o Brasil foi alcançado por Raphael Souto, conseguindo um sensacional 4º lugar na categoria Sênior. O resultado de ambos é excelente para toda a comunidade brasileira que apesar de ser oficialmente a segunda maior comunidade de jogadores do mundo, não possui grandes resultados a níveis internacionais, o que gera desprezo por parte de muitos jogadores mundo a fora. Então em nome da comunidade brasileira, a Delta Pokémon agradece a vocês, um muito obrigado a Gustavo Wada e Raphael Souto, vocês colocaram o Brasil em um novo patamar no mundo do Pokémon TCG competitivo e parabéns a ambos pelo excelente resultado. Parabéns também a todos os outros grandes jogadores que estiveram presente no mundial.

 

     Agora confira a classificação final da categoria Máster e  conheça os 8 melhores jogadores do mundo de Pokémon TCG em 2016.

  1. – Shintaro Ito (Japão) – M.Audino EX / Cobalion
  2. – Cody Walinski (Estados Unidos) – Greninja Break / Talonflame
  3. – Samuel Hough (Estados Unidos) – Jolteon EX / Aegislash Ex / Vileplume
  4. – Ross Cawthon (Estados Unidos) – Vespiquen / Yveltal
  5. – Bert Wolters (Holanda) – Greninja Break / Talonflame
  6. – Brad Curcio (Estados Unidos) – Night March
  7. – Luca Schuster (Áustria) – Night March / Vespiquen
  8. – Gustavo Wada (Brasil) – Genesect EX / Bronzong

 

OS DECKS CAMPEÕES MUNDIAIS

 

       Além das surpresas dos decks finalistas, Samuel Hough levou seu deck, uma espécie de six-corner moderno, a um honroso terceiro lugar na categoria máster, demonstrando que 2016 foi mesmo o ano dos decks rogues e dos jogadores que pensaram fora da caixa. Na categoria sênior, o dinamarquês Jesper Ereksen também venceu o mundial usando um deck incomum ao meta, mas não tão desconhecido assim. Graças a ele Yanmega novamente levanta o troféu de campeã mundial.

       Agora chega de papo e vamos conhecer todas essas inusitadas decklists e entender por que foram capazes de chegar tão longe em um torneio de nível tão elevado.

 

1º COLOCADO CATEGORIA MASTER – SHINTARO ITO

 

M.AUDINO EX / COBALION

Pokémon (13)

3x M.Audino EXm-audino-ex-fates-collide-fcl-85
4x Audino EX
1x Cobalion
1x Absol
1x Hoopa EX
1x Magearna EX
2x Shaymin EX

Trainer (37)

4x Professor Sycamore
2x N
2x Lysandre
2x AZ
1x Xerosic
1x Hex Maniac
1x Pokémon Center Ladycobalion-steam-siege-sts-74
4x Vs Seeker
4x Ultra Ball
4x Trainer’s Mail
4x Audino Spirit Link
2x Float Stone
1x Mega Turbo
1x Super Rod
1x Escape Rope
1x Startling Megaphone
2x Parallel City

Energy (10)

6x Metal Energy
4x D.C.E

 

M.Audino

 

          O deck de Shintaro Ito é muito bem montado, tem um setup muito veloz e um poder de ataque muito alto, mas alguns pontos precisam ser considerados, pontos esses que foram decisivos para o sucesso deste deck. O primeiro deles é o despreparo do metagame para enfrenta-lo, ninguém esperava enfrentar um pokémon sniper como M.Audino EX, com um simples Mr.Mime no banco e toda a estratégia de Ito teria ido por água a baixo. O segundo ponto foi o excesso de pokémons não EX, com muitos decks de estágio 1 e estágio 2 no meta, o ataque do M.Audino conseguia nocautear 2 pokémons ao mesmo tempo, mantendo a troca de prêmios sempre equilibrada, e dificultando o setup adversário matando seus pokémons antes mesmo deles atacarem.

       Os outros pontos relevantes para a vitoria de Ito, serão discutidos em uma matéria especial onde farei a análise de sua caminhada pelo torneio.

 

2º COLOCADO CATEGORIA MASTER – CODY WALINSKI

 

GRENINJA BREAK / TALONFLAME

Pokémon (18)

3x Greninja Breakgreninja-break-breakpoint-bkp-41
3x Greninja (Break Point, nº 40)
1x Greninja (XY, nº 41)
4x Frogadier
3x Froakie
4x Talonflame

Trainer (32)

4x Professor Sycamore
4x N
1x Fisherman
1x Pokémon Ranger
1x Ace Trainer
4x Vs Seekertalonflame-steam-siege-sts-96
4x Dive Ball
2x Level Ball
2x Super Rod
1x Battle Compressor
1x Startling Megaphone
4x Bursting Ballon
3x Rough Seas

Energy (10)

8x Water Energy
2x Splash Energy

 

Cody wilansk
2º colocado mundial de 2016.  Foto por: Cody Walinski

 

        Esse é sem duvidas o deck mais impressionante entre todos no top 8. A principio pode até parecer um deck comum de Greninja Break, mas repare bem na estrutura deste deck. Para começar não existe nenhuma carta na lista para fazer draw extra (Shaymin EX, Octilerry, Unow, Acro Bike …), com isso todo o bom funcionamento da estratégia fica na dependência de se começar a partida com Talonflame. E caso você não comece com ele, além do atraso no setup, terá 4 cartas mortas no deck, correndo o risco de fazer um draw que pode prejudicar seu jogo.

        Outro fato surpreendente é não existir nenhuma carta para se acelerar evolução (Wally ou Evosoda), o que faz com que você só consiga colocar um Greninja em campo a partir do terceiro turno, algo que o torna extremamente lento contra decks de Vespiquen, Darkai EX, Yveltal EX, M.Manectric EX, Night March, M.Rayquaza EX, e todos os outros principais concorrentes ao titulo.

 

3º COLOCADO CATEGORIA MASTER – SAMUEL HOUGH

 

JOLTEON EX / AEGISLASH EX / VILEPLUME

Pokémon (21)

2x Jolteon EXjolteon-ex-generations-28
2x Aegislash EX
3x Vileplume
3x Gloom
3x Oddish
2x Glaceon EX
1x Trevenant EX
1x Yveltal EX
1x Magearna EX
3x Shaymin EX

Trainer (30)

3x Professor Sycamore
4x N
4x AZ
2x Ninja Boyvileplume-ancient-origins-aor-3
2x Lysandre
4x Trainer’s Mail
4x Ultra Ball
2x Level Ball
1x Parallel City
4x Forest of Giant Plants

Energy (9)

4x Rainbow Energy
4x D.C.E
1x Lightning Energy

 

San Hough
3º colocado mundial 2016.           Foto por: Samuel Hough

 

      Esse deck maluco usa basicamente um atacante de cada tipo tentando bater na fraqueza dos principais decks do meta, usando e abusando do supporter Ninja Boy e se aproveitando das habilidades e dos efeitos de ataques dos pokémons para desestabilizar a estratégia adversária. Além de contar com o bloqueio de itens imposto pela habilidade de Vileplume, que sozinho já consegue para muitas estratégias.

 

 1º COLOCADO CATEGORIA SÊNIOR – JESPER ERIKSEN

 

VESPIQUEN / YANMENGA BREAK

Pokémon (24)

4x Vespiquenvespiquen-ancient-origins-aor-10
4x Combee
3x Yanmega Break
4x Yanmega
4x Yanma
3x Shaymin EX
1x Ariados
1x Spinarak

Trainer (32)

4x Professor Sycamore
2x N
2x Judge
1x Lysandre
1x AZyanmega-break-steam-siege-sts-8
4x Vs Seeker
4x Ultra Ball
2x Level Ball
1x Revitalizer
1x Special Charge
2x Battle Compressor
4x Bursting Ballon
4x Forest os Giant Plants

Energy (4)

4x D.C.E

 

 

Vespiquen - Vileplume
1º Colocado Sênior mundial de 2016              Foto por: Jesper Ereksen

 

 


 

       É muito bom ver o metagame com uma variedade grandes de decks competitivos e ver que os decks rogues ainda tem espaço no Pokémon TCG. Incrível ver que em um torneio de nível tão elevado, com milhares de jogadores, estratégias que parecem ineficientes, possam levar jogadores desconhecidos ao pódio do campeonato mundial.

       Os resultados do Campeonato Mundial de 2016, nos mostra que mesmo aquelas cartas que parecem inúteis e aqueles decks que muitos desprezam por não aparentar um potencial competitivo, tem seu lugar no jogo. Costuma dizer isso em meus textos e vou repetir neste também, construir uma estratégia em cima de uma carta menos competitiva é muito complicado e trabalhoso, requer muitos testes, muito tempo estudando quais cartas se encaixam melhor a sua proposta de jogo, como contornar o metagame, entre outras coisas que consomem muito tempo. Mas jogar com um as cartas que você gosta é sempre muito prazeroso, e podem trazer pra você, assim como trouxe para os melhores jogadores do mundo de 2016, partidas e vitorias memoráveis que ficam marcadas na historia do jogo.

    Agora é a hora de desmontar os decks, abrir o fichário, se planejar para a próxima temporada, definir as metas, escolher quais os torneios mais importantes a se disputar e  treinar, treinar muito, pois a cada temporada o jogo fica mais técnico e os desafios ficam cada vez maiores. Espero encontrar vocês pelos torneios no Brasil que volta no fim de outubro, com o começo da nova temporada competitiva, e quem sabe não nos esbarramos em Anaheim para disputar o mundial de 2017.

      Até a Próxima !!

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos por: Twitter @Pokémon

 

 

doacao

 

paypal                         pagseguro

 

Anúncios