Olá amigos e amigas. Como andam os preparativos para o Mundial ? Já tem alguma aposta dos decks que estarão no Top ?

    Bom, hoje vamos abordar uma lista usada durante o nosso campeonato nacional do Brasil da Temporada 2015-2016, pilotada pelo podcaster e jogador Marcelo Guaxinim, vulgo Guaxa. Vejam a lista:

A LISTA

GIRATINA EX / RESHIRAM

Pokémon (12)

4x Reshiram giratina-ex-ancient-origins-aor-57
2x Giratina-EX
2x Hydreigon-EX
1x Hoopa-EX
2x Shaymin-EX
1x Flareon-EX

Trainer (36)

4x Professor Sycamore
2x Lysandre
1x Cassius
1x Judge
4x VS Seeker
4x Ultra Ball
3x Trainer’s Mailreshiram-roaring-skies-ros-63
3x Super Scoop Up
2x Max Elixir
1x Escape Rope
4x Puzzle of Time
2x Switch
3x Fighting Fury Belt
2x Sky Field

Energia (12)

4x Double Dragon Energy (D.D.E)
8x Fire Energy

 

Giratina EX - Reshiram

 

      Pensando no metagame atual e buscando soluções que equilibravam segurança e arrojo, Marcelo optou por usar um deck de Giratina-EX para parar as listas mais fortes que poderiam aparecer no Nacional deste ano, Vespiquen e Night March. Essas duas listas citadas estão em alta ao redor de todo o globo por serem decks simples de se montar e com alta velocidade de ataque, além de causarem grandes danos.

       hydreigon-ex-roaring-skies-ros-62A ideia do Marcelo era bem clara, montar pelo menos uma Giratina-EX e atacar no T1 ou T2 para impedir que os oponentes usassem Energias Especiais e estádios, inutilizando assim as estratégias de Night March e variantes de Vespiquen. Com dois Reshiram’s, uma Giratina-EX, um Hydreigon-EX e um estádio no início do jogo, a probabilidade de conseguir usar o ataque Chaos Wheel no turno seguinte é enorme, somado à velocidade de compra do deck, energias não seriam o problema para montar o atacante principal da lista.

      A reestruturação da lista foi na área das Trainer’s. Marcelo cavou espaço no deck onde foram encaixados os Puzzle of Time, um dos melhores itens do formato, pois, como Giratina-EX é muito dependente das D.D.E’s, Guaxa se adiantou ao descarte dessas energias, usando o segundo efeito do item acima para prevenir Xerosic’s e Hammer’s que estavam muito presentes no torneio. Judge é uma ótima ferramenta para reciclar a mão e diminuir as opções do oponente, por isso, está presente aqui. Numa mão perfeita o jogador poderia esvaziar a mão e usar Judge no T 1 ainda, e deixar o oponente com quatro cartas na mão, independentemente de quantas cartas extras ele tenha ganhado com os mulligans. Muito bom, certo?

      Durante um bate-papo em que pedi autorização para escrever esse post,cassisu-xy-115-ptcgo-1 Marcelo Guaxinim confidenciou que teve um momento de dúvida na hora de fechar o deck para o torneio. Haviam duas possibilidades em sua mente naquele momento, Latios-EX, e apostando pesado em ataques no início do T1 e um possível donk, ou Flareon-EX, visando um bom dano e ter mais uma opção de atacante para o late game. Na minha humilde opinião, Flareon-EX foi um acerto, além do bom dano, a habilidade (Flash Fire) desse pokémon permitiu que o player não sofresse tanto para atacar, além da sinergia com o Reshiram, que traz Energias Básicas de Fogo extras nos turnos.

        “Um dos supporter’s mais negligenciados deste formato” (palavras de Valter Jr., e que eu concordo), Cassius, não foi esquecido aqui, por ser útil para tirar  um pokémon a beira de nocaute da mesa e deixá-lo guardado no deck para reutilização posterior, também teve como objetivo guardar os Shaymin-EX em segurança do deck. Isso foi pensado para evitar o combo Target Whistle + Lysandre, que pode render para o oponente até quatro prêmios em dois turnos, um tremendo prejuízo para listas que contam com atacantes EX.

Giratina

      Marcelo usou como uma de suas fontes, uma matéria publicada a algum tempo atrás aqui na delta sobre um deck muito semelhante ao que ele usou, atualizando e modificando as cartas para chegar à estratégia que lhe rendeu um bom resultado este ano (5/1/3), você pode conferir a analise de REHIRAM / GIRATINA EX – O deck que surpreendeu no Estadual do Tennessee, clicando no link.

        Somente o Greninja Break foi um obstáculo intransponível para o Guaxa, isso devido as peculiaridades do Greninja gerar muito dano com poucas energias e ainda não depender de estádios e nem energias especiais para maximizar ou facilitar o andamento do jogo.

      Em primeiro lugar eu gostaria de agradecer ao caríssimo Marcelo Guaxinim por ter aceito a ideia, e por ser tão solícito em sanar dúvidas sobre a lista e o evento. Em segundo lugar, gostaria de parabenizá-lo pelo seu resultado este ano (quase um Top, faltou um dedo para isso acontecer), e desejar sucesso em sua empreitada na nova temporada que começará em breve.

         Boa jogatina a todos, e nos esbarramos por aí.

 

doacao

 

paypal                   pagseguro

 

 

ONDE ACHAR O MARCELO GUAXINIM:

 

Twitter: @marceloguaxinim

 

Podcats SciCast: http://deviante.com.br/podcasts/scicast/

 

Miçangas Podcast: http://deviante.com.br/podcasts/micangas/

Salvar

Anúncios