Ola Treinadores, bem vindos a Delta Pokémon.

       A temporada de Estaduais nos EUA começou no dia 19/03 e vem sendo disputada no Formato Standard XY-BREAKpoint (XY-Turbo Colisão). Aqui no Brasil nos só entraremos nesse formato a partir do dia 16/04, ou seja, já na metade da segunda seção de Regionais da temporada, mas é sempre bom ficar por dentro do que esta jogando forte no mundo competitivo, para estarmos preparados pra jogar com ou contra esses decks.

      Os estaduais americanos vem sofrendo um domínio avassalador de Night March, chegando próximo a 40% somando os decks presentes entre o TOP 8 de todos os estaduais. Mas o que chamou mesmo a atenção foi a enorme variedade de decks em todos os torneios disputados até agora, onde até deck de Toxicroac Ex / Vileplume conseguiu chegar entre os 8 melhores. De todas as variações malucas, três decks vem demonstrando boa regularidade em combater os temidos Night March’s, são eles: Greninja Break, Vespiquen / Vileplume e Trevenant Break.

       E hoje vamos analisar a lista Trevenant Break / Wobbuffet, que levou Steven Singer até a final do estadual de Nebraska, onde acabou por perder para Kaleb Higdon e seu Night March. A lista de Singer é bem direta e se mostrou eficaz em combater o principal deck do meta, mesmo tendo perdido a final.

 

A LISTA

TREVENANT BREAK / WOBBUFFET

Pokémon (15)

3x Trevenant Breaktrevenant-break-breakpoint-bkp-66
4x Trevenant (XY, nº55)
4x Phantump (BREAKpoint, nº 64)
2x Wobbuffet
2x Shaymin Ex

Trainer (37)

3x Professor Sycamore
2x Professor Birch’s Observations
2x Judge
2x Wally
2x Lysandre
1x Xerosic
1x Delinquent
4x Vs. Seeker
4x Ultra Ballwobbuffet-phantom-forces-phf-36
3x Trainer’s Mail
2x Battle Compressor
1x Escape Rope
1x Super Rod
3x Bursting Balloon
2x Float Stone
4x Dimension Valley

Energia (8)

2x Mystery Energy
6x Psychic Energy

 

2 luga de nebraska, steven singer

 

      Trevenant Break é um excelente atacante contra decks que são formados por pokémons de até 100 de HP. Aproveitando o bônus do estádio Dimension Valley, Trevenant Break coloca 3 marcadores de dano em todos os pokémons do oponente com apenas uma energia, conseguindo nocautear os Joltik’s e Feebas que ficam “protegidos” no banco do adversário em apenas um ataque e os Pumpkaboo’s em dois. Fazendo desse pokémon uma boa escolha contra Nigh March. Contra Vespiquen e Bats, Trevenat levará a mesma vantagem, sendo capaz de espalhar danos em Combee’s (40 HP) e Zubat’s (50 HP), nocauteando os pokémons importantes do oponente antes que eles estejam preparados para atacar ou consiga evoluí-los.

          Contra decks de Greninja Break, Gallade, Garchmop, assim como, enfrentando decks formados por muitos EX’s, Trevenant passa a ter maior dificuldade, devido ao alto HP desses pokémons.bursting-balloon-breakpoint-bkp-97 Para equilibrar a partida contra esses adversários, duas cartas passa a ser de extrema importância, uma delas é o próprio Trevenant da XY com sua habilidade de bloquear itens, que vai atrasar o oponente tempo suficiente para que você consiga atacar duas ou três vezes. A outra é a tool Bursting Balloon, que coloca o adversário em uma posição muito defensiva, pois ele terá que escolher entre te atacar e sofrer os 6 marcadores de dano, ou  passar o turno e deixar que você coloque mais 3 marcadores em cada um dos pokémons dele. E mesmo que ele ataque, sofrendo o dano e nocauteando seu Trevenant, você terá Wobbuffet para revidar o ataque, muita vezes nocauteando o adversário e te deixando em vantagem na troca de prêmios.

          Uma das maiores dificuldades para esse deck é a velocidade com que se consegue evoluir suas arvores, Phantump tem um ataque que permite evoluí-lo já no primeiro turno, assim no seu T2, com a ajuda de Wally ou descendo da mão, você já pode ter um Trevenant Break espalhando dano e dificultando a estratégia adversária. Ter um Trevenant em campo no seu primeiro turno (principalmente se você começou o jogo) é quase que essencial para o bom andamento da estratégia, se você conseguir evoluí-lo com Wally, melhor ainda. Por mais que perder o supporter de Draw no primeiro turno possa parecer ruim, impedir o adversário de usar itens vai equilibrar os atrasos de setup, te deixando em vantagem a partir do T2.

          Um dos pontos da lista de Steven que me chamou muita atenção,trevenant-xy-55-ptcgo-1 foi o alto número de supporter’s para o formato atual. Com 13 em sua lista, podemos perceber que ele estava preparado para enfrentar muitas mirror’s, além de Seismitoad EX e Vileplume’s, assim mesmo com o atraso natural do bloqueio de itens, sua estratégia não seria comprometida. Outra carta interessante aqui é Delinquente, que pode ter um efeito devastador no late-game, apesar de uma boa carta ela é muito situacional e com 4 Vs.Seeker uma copia se torna o suficiente.

trevenant_v2_by_theangryaron-d7758xh

         Trevenant Break surge com uma boa resposta para o domínio de Night March, mais ainda é um deck com falhas que podem custar muito para o jogador que se aventure a pilota-lo. Como citei no começo da análise, esse deck tem um desempenho muito bom contra decks de baixo HP, mas sofre muito contra decks formados apenas por pokémons EX e será praticamente inútil em um meta dominado por Yveltal’s, Zoroark’s e Darkai Ex. No caso do Estadual de Nebraska, Steven Singer previu um meta infestado de Night March’s e outros itens Locker’s, que acabou se refletindo no resultado final do torneio, onde o top 8 foi composto por, além deste deck, 5 Night March e 1 Vespiquen / Vileplume, dessa forma consegui se sair bem chegando até a final.

       Jogar com Trevenant Break pode ser um risco, do qual, se bem calculado, poderá te trazer um excelente resultado, por isso estude muito o meta do local onde ira jogar antes de optar por este deck, para evitar surpresas desagradáveis e partidas muito desfavoráveis.

Até a Próxima!

 

 

donates 1

 

      Assista ao Gameplay abaixo e entenda toda a mecânica deste incrível deck. Não se esqueça de se inscrever no canal da Delta Pokémon e deixar seu like.

Anúncios