Por Delta Poke

                   Bem nosso site foi criando visando a um publico não acostumados a os grande torneios e recentemente alguns leitores que começaram a jogar a pouco tempo me perguntaram sobre o significado de alguns termos que usamos aqui, termos esses que são muito relacionados ao metagame. Pensando nos novos jogadores resolvi criar um pequeno glossário para explicar os termos que usamos aqui no site e que também são muito usados em torneios .

ABREVIAÇÕES

                      Bom, algumas cartas e coleções tem nomes muito extensos e as vezes fica um tanto quanto chato escrever o mesmo nome várias e várias vezes, portanto é comum que eu abrevie alguns nomes como por exemplo, Laser(Hypnotoxic Laser), Virbank(Virbank City Gym), Trump Card(Lysandre Trump Card), BW(Black & White), Archie(Archie’s Ace in 95-black-kyurem-exthe Hole), Maxie(Maxie’s Hidden Ball Trick), Megaphone(Startling Megaphone) entre muitos outros. Quando se trata de decks, este costumam ser apelidados abreviando o nome dos pokémons ou principais cartas q o compõem, por exemplo VirGen(Virizion/Gesect), BKB(Blastoise, Keldeo Ex, Black Kyurem Ex), TDK(Thundurus Ex, Deoxys Ex, Kyurem Plasma), Fairy Toolbox(Um deck que tem em sua base pokémons de fada como Xerneas e Aromatisse, mais são compostos por muitos outros atacantes de varios tipos, para abranger todas as fraquezas), Metal(deck mono Type que tem Bronzong como base da estratégia acelerando energias para os atacantes mais fortes, Cobalion Ex, M.Aggron Ex, Dialga Ex ou Skarmory Ex) e Plasma( deck montado a partir de cartas das coleções Plasma Storm, Plasma Freeze e Plasma Blast, com pokémons de todos os tipos que tem o simbolo da Equipe Plasma no Card).

TERMOS DE JOGO

11174936_10153213488745330_1095894285296476548_n

DRAW ENGINE

                 Quando eu digo draw engine, estou apenas usando um termo diferente para a expressão mecanismo de draw. Que nada mais é do que qualquer carta ou Pokémon que serve como um auxílio para você pegar mais cartas do seu deck.

SET UP 

            Termo usado para determinar as cartas que são necessárias para que a estratégia de um determinado deck funcione. Por exemplo: Bronzong recuperando as energias da pilha de descarte em deck’s de Metal, Aromatisse movendo as Energias em decks de fada para que você possa curar seu pokémons ou simplesmente, recuar e atacar com outra fada. Nos casos acima os pokémons citados fazem o set up( o funcionamento da estratégia) do jogo.

SNIPER 

             Como o próprio nome sugere, este termo é empregado para se referir a algum Pokémon que possa atingir qualquer pokémon no campo do adversário, não exclusivamente o ativo, daí o termo “sniper”. Dois exemplos desse grupo de pokémons são Landuros Ex e Manectric Ex.

T1 – T2 – T3… 

                Este termo é utilizado para se referir ao turno em que determinada ação é executada. Por exemplo: “em um deck de Fadas você deve fazer de tudo para ter seu set-up montado em T2” – Em outras palavras, você deve ter seu jogo montado até seu segundo turno, com Aromatisse , energias e um Atacante forte em campo.

            Existe um outro termo para esta abreviação, que se refere ao uso e eficiência de um deck dentro de um determinado formato. Por exemplo, um deck muito usado como o de Blastoise & Keldeo no formato BW-On pertenceu ao T1 (Tier 1). Hoje é um deck menos usado, mas ainda com uma certa ocorrência em torneios, sendo classificado como Tier 2.

DECKS TIER 79-yveltal-ex

               São os decks que estão no formato, como por exemplo: Yveltal/Manectric, Seismitoad/Slurpuff, Fairy Box e afins. Dentro dos Tier tem a subdivisão de Tier S, Tier 1, 2 ou 3. No metagame atual Sismitoad Ex e Yveltal Ex são considerados por alguns como os únicos representantes no Tier S.
Os decks não são classificados nos Tier’s, por sua velocidade e sim pela qualidade do seu set-up.Um deck pode ter seu set-up lento, mas quando ele é formado é difícil de ser quebrado(veja a variação entre os decks de Yveltal que podem ser com Mega Manectric, com Hard Charm ou com Garbodor, cada um tem a sua velocidade na formação, mas quando eles são formados são tão fortes que retomam o controle do jogo a seu favor).

DECK ROGUES

           Rogues são decks menos populares no formato, mas com força suficiente para se tornar BDIF(Best Deck In Format) ganhando de varios deck dos Tier’s principais, um belo exemplo desta classe são os decks de Flareon, Night March e Exeggcutor que aos poucos vem ganhando espaço no metagame.

MATCHUP

Partida, mas no sentido de probabilidade de vitória. Uma matchup ruim significa que seu deck tem dificuldades em vencer o outro;

TECH 

Cartas adicionadas aos decks, que não fazem parte da lista padrão, com o objetivo de melhorar matchups ruins;

OHKO 

              One Hit K.O. ou, nocaute em um golpe;

Early game

Primeiros turnos do jogo;

Mid game

“Meio” do jogo, quando ambos os jogadores estão com o set-up quase completo e/ou foram comprados quase metade dos prêmios;

Late game

“Final” do jogo. Normalmente quando algum jogadores está prestes a ganhar a partida;

Mirror-Match 

Enfrentar o mesmo tipo de deck o qual você está utilizando

CLASSES DE DECK

10568902_763674117009741_3569103763276846806_n

Aggro ou Donk

                 Como o próprio nome sugere, é um deck Aggro(agressivo) e tem como objetivo eliminar todos os pokémons de seu oponente de forma muito rápida.

Spread 

                Decks Spread, normalmente tem um set-up um pouco mais lento, mas depois de montados costumam terminar com o jogo de uma vez só. As estratégias de Spread consistem em distribuir dano em mais de um Pokémon ao mesmo tempo.

Control

                Decks Control voltados a manter o controle do jogo impedindo o oponente de comprar outras cartas ,usar itens, usar suportes, baixar energia entre outros efeitos.

Over

                 A estratégia de um Deck Over é eliminar cartas do deck do seu adversário até que ele não possua carta alguma para sacar no ínicio do turno dele.

O METAGAME

20150201-00076 untitled shoot-50-9

                 Metagame é um termo que não se aplica apenas a os card games, na verdade, tudo aquilo que é jogável possui um Metagame, RPG’s de mesa, jogos de luta, jogos de tabuleiro em geral e outras coisas mais simples. O metagame é utilizado para definir qualquer estratégia ou método utilizado em um jogo que esteja fora do conjunto de regras propriamente criadas (mas isso não significa que você está indo contra as regras, você apenas não está se limitando à elas).

              M-Aggron-EX-Primal-Clash-94      Resumindo, é todo o universo fora do jogo. Vou usar um exemplo bem simples, um jogo de par ou ímpar. As regras são: um dos jogadores escolhe par ou ímpar, ambos devem mostrar um número com as mãos ao mesmo tempo e se a soma de ambos os números for Par, o jogador que escolheu par vence, e vice-versa. Onde entra o Metagame nisso tudo?. Bom, digamos que você observou o seu adversário jogando com outras pessoas ou até mesmo jogando contra você, e você percebe que em quase todos os momentos ele costuma usar números pares, e desses números pares ele usa muito o número 2. Partindo desse conhecimento, você prevê que existe uma grande possibilidade dele usar o número 2, então dependendo do valor que você escolher, você pode ter mais chances de vencer.

             O Metagame não para apenas por aí, podemos nos aprofundar mais ainda. Se você parar para analisar a estrutura de um Jogo de Par ou Ímpar, você acaba percebendo que existe uma desigualdade entre as duas grandezas que regulam o jogo. Par + Par = Par, Ímpar + Ímpar = Par, Ímpar + Par = Ímpar. Sendo assim quem escolhe Par, tem mais chances de ganhar do quem escolhe Ímpar (eu particularmente não jogo par ou ímpar, sempre decido as coisas no pedra, papel, tesoura).

                  TCG de Pokémon não é diferente, também há um Metagame, aliás existem vários Metagames, mas o que importa pra você, possível jogador de uma Liga Oficial é antes de mais nada o Metagame Local. Analisar o Metagame local é mais fácil, principalmente por você estar sempre em contato com os jogadores da sua região, se adaptando ao estilo de jogo e estratégia dos adversários. 020- Seismitoad-Ex

                    Tendo conhecimento do Metagame Local, você pode muito bem montar um deck que terá uma vantagem maior contra os possíveis decks que serão utilizados. É claro que não basta apenas ter um deck com vantagens, você também precisa conhecer as estratégias de jogo, quais as Trainers mais usadas, se existem decks de Trainer Lock, se usam-se mais Stage 1, ou se todos estão usando os Pokémons Ex.

                  Resumindo, podemos classificar vários Metagames, Local, Regional, Estadual, Nacional e Internacional. As mudanças mais bruscas ficam por conta dos primeiros, por que depois disso vai tudo ficando muito igual. É importante sempre preparar um segundo deck, para levar em lugares que você não está acostumado a jogar, e de preferência que sejam decks que funcionem de forma diferentes, desde fraqueza e resistência a estratégias de jogo mesmo.

CONCLUSÃO

                     Espero que este post venha ajudar aos novos jogadores que estão iniciando sua jornada pokémon no mundo do TCG, a se adaptarem aos termos de jogo e outros jargões comuns no card game, caso alguma coisa tenha ficado de fora, basta escrever nos comentários que eu responderei assim que possível.

Ate a Próxima!!

Anúncios